quinta-feira, 7 de junho de 2012

Verde na Cidade Verde: o Jardim Botânico de Curitiba‏

E aí galera!

Curitiba tem vários pontos que estão presentes em qualquer cartão postal da cidade. O Parque Tanguá, a Ópera de Arame, o Museu do Oscar Niemeyer... Mas acredito que o principal deles é a famosa estufa do Jardim Botânico de Curitiba. Afinal, o que esperar de um Jardim Botânico na mais ecológica capital do país?



Estufa Palácio de Cristal, o principal point do Jardim Botânico!

O melhor, claro! Fundado em 1991, Com aquele capricho impecável que caracteriza a cidade, o Jardim Botânico surpreende por seu tamanho, seus jardins cortadinhos e bem cuidados e também pelas atrações. O parque já te recebe com uma imensa praça verde, recheada de chafarizes e flores coloridas, que levam ao símbolo do parque e um dos símbolos da cidade: a grande estufa, apelidada por alguns de Palácio de Cristal, por ter sido construída inspirada na construção de mesmo nome situada na Inglaterra do século XIX. Preparem as máquinas, várias fotos serão tiradas!

Preparem as máquinas: o lugar é maravilhoso!

Mais do que um parque cheio de plantas, o Jardim Botânico de Curitiba preza pela interatividade do público com a Natureza. Uma das atrações mais visitadas é o Jardim das Sensações, onde são expostas inúmeras espécies de plantas que apresentam características marcantes que saltam os olhos e os outros sentidos, como dormideiras, plantas com diversas texturas e odores, muito legal! No Jardim Botânico, ainda há o Espaço Cultural Frans Krajcberg, onde há inúmeras exposições temporárias e algumas permanentes, principalmente as que mostram a obra do artista polonês radicado no Brasil que dá nome ao Espaço.


Jardim das Sensações: interatividade do público com a Natureza!

O horário de funcionamento é de segunda a domingo, das 6h às 20h (até as 21h no verão). A entrada é gratuita e fica a cargo do visitante uma visita livre ou guiada. Pra quem visita Curitiba, é parada obrigatória!

Fonte dentro da estufa: tudo muito bem cuidado!

Partiu!