sábado, 2 de junho de 2012

Teatro Ópera de Arame, em Curitiba

E aí galera!

Nossa viagem por Curitiba continua por um dos considerados cartões postais da cidade. O Teatro Ópera de Arame, de fato, é uma construção única e que chama muita atenção, não só pela sua estrutura em si, mas também pelo verde que estampa o local.

Entrada do Teatro Ópera de Arame

Fundado em 1992, em uma obra que durou apenas 72 dias, a casa de shows tem capacidade para pouco mais de 1600 pessoas e costuma abrigar os principais eventos da cidade, desde grandes shows como Tom Jobim, Chico Buarque, Marina Lima e Djavan até grandes festivais como o de Teatro de Curitiba. Entretanto, mesmo sem grandes shows, uma visita ao local vale muito a pena pela beleza da construção, como sempre em contato direto com a natureza. Uma cascata e um pequeno riacho repleto de carpas enfeitam mais ainda o local.

A ponte que leva ao teatro, com a cascata e o riacho ao fundo.

Uma ponte liga a entrada ao teatro. Aconselhamos evitar saltos, pois a ponte é toda de metal com uns espacinhos que parecem terem sido feitos pra derrubar a mulherada. Fizemos a visita durante o dia, o que deu uma realçada na parte natural do local, mas o pessoal de lá diz que de noite é tudo iluminado e também fica muito bonito!

Vista da entrada do teatro, com seus mais de 1600 lugares!

O Ópera de Arame fica na rua João Gava, no bairro de Pilarzinho, bem próximo ao Parque Tanguá. O funcionamento é de terça a domingo, das 8h até as 22h. A visitação é gratuita. Há um barzinho bem legal e banheiros no local.

Uma visão geral do Teatro Ópera de Arame, cartão postal de Curitiba! 


Partiu!