quarta-feira, 1 de maio de 2013

Gramado: Parque do Lago Negro

E aí galera!

Continuamos nossa viagem pela Serra Gaúcha rumo a mais famosa cidade da região. Pouco mais de 40 minutos depois da nossa parada em Nova Petrópolis, chegamos nessa grande colônia alemã e italiana chamada Gramado, facilmente identificada já a partir de seu pórtico, onde muita gente para pra tirar umas fotos! A cidade também conhecida por seus chocolates, em plena Semana Santa, prometia muito! E superou as expectativas!

Bem-vindos a Gramado!

A cidade possui cerca de 90% de sua arrecadação baseada no turismo e, num feriadão, a gente já imaginava a cidade lotada, problemas para estacionar, etc. Mas encontramos um lugar super organizado, mesmo com o grande número de visitantes. Um exemplo disso foi nossa primeira parada em Gramado: fomos conhecer o Parque do Lago Negro. Trata-se de um parque aberto 24 horas por dia, com um lindo lago artificial, completamente cercado por pinheiros, com direito a pedalinhos (funcionam de 8h30 até 19h) e restaurante na margem. Estacionar foi super-tranquilo e o parque comportava muito bem as pessoas. Mas afinal, por que um local tão aprazível foi batizado de Lago Negro?

Entrada do Parque do Lago Negro 

Nem parece um lago artificial, lindo!

Que tal navegar no Lago Negro?

Além da própria cor escura das águas (não por sujeira, mas pela alta carga orgânica das mesmas), conta a história que, no início da década de 1940, um grande incêndio destruiu toda a região onde hoje está o lago – que não existia na época. Leopoldo Rosenfeld, paisagista local, resolveu construir o lago e reflorestar a área afetada com mudas de pinheiros trazidos da Floresta Negra, na Alemanha. E pelo jeito foi uma brilhante idéia, já que o Lago Negro é o ponto turístico mais visitado de Gramado. Como o clima da cidade dificilmente é muito quente, a pedida é dar um passeio no entorno do lago (740 metros apenas) – então lembre-se de ter um calçado apropriado se for o caso.

Uma geral da área em frente ao lago. 

Os pedalinhos fazem a alegria da criançada (e dos adultos também)!

Logo na entrada do parque, existem várias barraquinhas vendendo principalmente roupas de frio feitas em lã e couro, uma boa pra quem vem de cidades quentes e normalmente não tem roupas pra usar quando faz muito frio hehehe... Dentro do parque ainda há o restaurante Paradouro Lago Negro, onde a dica é o chocolate quente nos dias de frio! No geral, o Parque do Lago Negro apresenta uma ótima infra-estrutura, muita limpeza, organização e segurança. Pra quem curte esse contato com a natureza, aquele clima de paz, é destino certo!

As barraquinhas na entrada do parque...

...e a paz com a natureza: programa obrigatório pra quem visita Gramado!

E como era Semana Santa, o que nos remete a Páscoa, não seria Gramado a cidade que não teria um evento todo especial para a data! Fiquem ligados no blog para conhecerem o que a cidade preparou para a ocasião!
Partiu!