quarta-feira, 13 de julho de 2011

Cancun e Panamá: o que é preciso?

E aí pessoal!

Nosso primeiro post sobre a nossa primeira viagem internacional não poderia tratar de outro assunto senão a preparação e a caça às informações importantes.

Como comentado na última postagem, nossa viagem será para Cancun (México, 7 dias) passando dois dias em Ciudad de Panamá. Mas a idéia inicial não era essa: o destino seria Bariloche, mas o tal do vulcão chileno acabou mudando nossos planos. Paciência, a Argentina pode esperar. A passagem pelo país caribenho se justifica. A única companhia aérea com vôos para Cancun saindo do Rio de Janeiro era a Copa Airlines, que é uma companhia panamenha. Na ida, faremos uma pequena parada apenas para trocar de avião, e não teremos tempo pra conhecer a cidade com calma. Na volta, chegaríamos no Panamá no final do dia, com o vôo para o Rio de Janeiro apenas na manhã do dia seguinte. Em outras palavras: dormiríamos lá e não conheceríamos nada! Resolvemos aproveitar a oportunidade e decidimos pedir mais um dia cheio por lá.

ATUALIZAÇÃO (18/03/2013): Conforme amplamente noticiado no dia de hoje em diversos portais, foi retomado um acordo entre os governos mexicano e brasileiro que isenta a necessidade de visto para brasileiros no México para viagens de até 90 dias. Entretanto, esse prazo pode ser prorrogado pelos mesmos 90 dias, resultando em 6 meses de viagem sem o documento! O mesmo vale para mexicanos em terras tupiniquins! Vamos manter as informações do post original, para o caso de alguém necessitar.

A primeira pergunta que costuma aparecer é: precisa de visto? Para o México, é necessário tirar o visto somente caso você não tenha o visto norte-americano. Mas sem estresse: o procedimento é muito rápido e no dia seguinte em que levamos a documentação, buscamos nossos passaportes. As informações do que levar podem ser encontradas no site do CONSULADO MEXICANO. Para o Panamá, só é necessário visto para estadias acima de 30 dias, o que não será o caso. Porém, o que não é informado nas agências de viagem, é que é necessário o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia para a Febre Amarela. Calma, o nome é mais complicado do que como tirar o documento! Para tal, basta procurar o Posto de Saúde mais próximo de sua casa que aplique a vacina e levar o comprovante de vacinação para o posto da ANVISA (geralmente tem um no aeroporto internacional). Mas atenção: a vacina deve ser tomada até 10 dias antes da viagem! Procure seu CONSULADO PANAMENHO, para mais informações.

ATUALIZAÇÃO (20/01/2015): a Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou uma nova lista de países que requerem o Certificado. O Panamá NÃO o exige mais (apesar de ainda recomendar). O México, que tinha passado a exigir o Certificado, voltou atrás e não o recomenda. Para a lista completa dos países onde o documento é necessário, acesse esse LINK.

Estamos viajando no mês de julho, devido às nossas disponibilidades. Em todo Caribe, é verão, e as estações do ano por lá são bem típicas: pegaremos forte calor e algumas pancadas de chuva, geralmente no finais dos dias. Vamos ter certeza disso quando formos pra lá, mas muita gente nos confirmou a informação. A época de tornados e furacões começa por volta de Agosto e Setembro, mas sempre pode variar.

Já fizemos os roteiros para os dois destinos, mas só vamos divulgar quando voltarmos, pra podermos municiar vocês com informações mais precisas, até por que pode haver alterações dos planos até lá.

Provavelmente nosso próximo post será de Cancun. Esperamos compartilhar ótimas notícias!

Partiu!