segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Ciudad de Panamá - Dia 2: Casco Viejo, Canal do Panamá, mais Albrook Mall e Cassino Golden Lion!

E aí galera!

No nosso segundo dia de Panamá, fomos fazer o city-tour pela capital do país! Saímos cedinho do Country Inn e partimos para o Casco Viejo (ou Casco Antiguo). É uma zona de Ciudad de Panamá que é mais antiga, onde não subiram os arranha-céus que avistamos quando chegamos no país. Essa parte da cidade tem muitas igrejas antigas (visitamos a Catedral Metropolitana) e diversas praças e monumentos que contam um pouco da história do Panamá, que é bem interessante e explica o “spanglish” falado por boa parte da população.





A visita também passou pelo Museo de La Esmeralda, que mostra como é feita a extração da pedra preciosa no país – e pra quem ta com dólares sobrando, pode até comprar algumas jóias. A região parece um canteiro de obras, pois está tudo sendo restaurado para preservas a história do país, entretanto, há muita pressão da população para maiores investimentos na região. Realmente, visitar Casco Viejo pela noite não parece uma boa idéia.

Uma coisa que nos desiludiu no passeio foi o conhecido Chapéu do Panamá. Primeiro, por que eles custam caro (em torno de 30 dólares, mesmo com vendedores de rua). Segundo, por que o chapéu batizado com o nome do país, na verdade, não foi criado lá e sim trazido por um equatoriano que trabalhava nas obras do Canal do Panamá e que acabou virando moda. Acabamos não comprando um, enfim, acho que não usaríamos aqui no Brasil mesmo hehehe...



Depois da visita ao Casco Viejo, fomos visitar algumas das pequenas ilhas que cercam a cidade. Na Isla Flamenco, visitamos a Amador Duty Free e fizemos algumas compras, principalmente bebidas e perfumes. Então o city-tour passou pelo maior cartão postal do país e maior fonte de renda do Panamá: o Canal do Panamá.

Trata-se da maior obra de engenharia do mundo. É um longo canal que atravessa todo o país e liga o Oceano Pacífico ao Mar do Caribe. O funcionamento do canal se baseia em várias eclusas, que utilizam a água do Lago Gatun, o maior do país. Não entendeu nada? Sem problemas. A visita foi feita na eclusa de Miraflores, a maior do sistema, onde há um grande museu contando toda história da construção, uma lojinha (claro), e até um cinema que explica o funcionamento e mostra muito mais! No alto do prédio, há um grande mirante onde as pessoas podem ver os navios passando e o jogo de abre e fecha das eclusas, realmente muito interessante!

E onde mais o city-tour pela Ciudad de Panamá poderia terminar? Óbvio, no Albrook Mall. Agora vamos dar mais detalhes sobre a maior perdição de Ciudad de Panamá.

- Lojas de Departamento: El Costo, Titan, Coonway, Dorians, Oca Loca... Em qualquer loja dessas você vai achar tudo quanto é tipo de roupa a preços ridículos. Não tem a qualidade das lojas de marca, mas vale uma passadinha pro caso de umas compras de Natal ou algo assim.
- Eletrônicos: Panafoto, Multimax e Fotura. A Panafoto fica no estacionamento do shopping e dizem ser a melhor loja de eletrônicos do shopping, apesar de tudo que procuramos pra comprar por lá não termos encontrado. Mas é uma grande loja, com muitas opções.
- Calçados: Porlay e Shoes Plaza. Tem de tudo, tanto coisas boas quanto ruins. Vale uma pesquisa pelo shopping antes, por que tem lojas de marca como Adidas e Puma que tem promoções sensacionais de tênis maneríssimos.
- Relógios: World Time e Relojin. Essa última é a melhor, tem duas ou três pelo shopping. Se não tiver seu modelo em uma delas, procure nas outras. Os melhores preços.
- Jogos de Vídeo-Game: tem uma grande loja de games perto de uma Relojin, mas descobrimos que ela é mais cara. Tem um quiosque no meio do shopping, na frente da loja da Zara, com preços MUITO baratos. Jogos de PS3, Wii, X-Box... E, dependendo do jogo, você pode testar lá mesmo.

Dica: os banheiros do shopping, pasmem, são pagos. São bem baratinhos, é verdade (50 cents se não me engano). Porém, os banheiros das praças de alimentação são gratuitos. Enfim, não faz sentido, mas é assim. Logo, segurem a onda até acharem as praças de alimentação.

Com um monte de sacolas, voltamos de táxi para o hotel, tomamos um banho e fomos jantar no TGI Fridays que ficava colado no hotel. Lembram que eu comentei que a comida por lá era muito barata? Pois é. Comemos uma entrada, um prato cada um e uma sobremesa, além de dois refrigerantes. US$ 23,50. Até tiramos foto da nota fiscal hahaha, muito barato! Economizamos um dinheirinho e partimos pro Cassino Golden Lion, logo ao lado do Fridays.

Nunca estivemos num cassino antes, foi muito legal! Não estava tão movimentado, então ficamos brincando nas máquinas caça-níqueis e ainda conseguimos sair com um saldo positivo de US$12,00! No segundo andar é que rolam os jogos mais sérios: Blackjack e, claro, muito Poker! Ficamos assistindo os caras perdendo dinheiro lá por um tempo e depois voltamos pro hotel pra arrumar as coisas e descansar. Amanhã voltaríamos pro Brasil, mas ainda teríamos tempo pra mais passeios (e compras).

Partiu!