segunda-feira, 30 de julho de 2012

Rio de Janeiro: Forte de Copacabana

E aí galera!

O nosso próximo destino no Rio de Janeiro fica em um dos cartões postais da Cidade Maravilhosa. A Praia de Copacabana é mundialmente conhecida por seu calçadão, sua altíssima concentração de turistas, sua festa de Réveillon... Mas lá no seu comecinho, no Posto 6, fica um destino que algumas vezes fica um pouco esquecido mas que vale um passeio muito legal, recheado de história e um visual sensacional. Fomos conhecer o Forte de Copacabana!

Um dos pórticos do Forte de Copacabana

Pra chegar lá, mais uma vez, a recomendação é utilizar o transporte público. A estação de metrô mais próxima é a General Osório, fica a uns 500 metros de lá. Ônibus também é uma boa pedida. Pra quem vai de carro, vai ter dois problemas. O primeiro é a falta de vagas na praia durante o dia – pode-se arriscar e contar com a sorte (e a paciência). O segundo é que os estacionamentos rotativos na Zona Sul do Rio costumam ser caríssimos! A boa notícia é o preço da visita: por apenas R$6 (meia-entrada para estudantes) pode-se visitar o Forte.

Canhões expostos no Forte: história e visual.

Na chegada ao Forte de Copacabana, passamos por uma pequena rua de paralelepípedos em que estão expostos alguns antigos canhões, todos muito bem mantidos e preservados, com identificação e datados, todos de frente pra Praia de Copacabana. Nesta rua, já são vistas as opções para aquele lanchinho no final da visita: a famosa Confeitaria Colombo e o Café do Forte. Mesinhas do lado do parapeito ao som das ondas batendo no rochedo. Tá bom demais né? Chegando no final da rua, mas não no final dela, há uma escada que leva ao alto do Forte, onde estão localizados os domos dos canhões e um visual do mar espetacular! Por ali, também há acesso ao Museu do Forte, sempre com exposições muito interessantes!

Mesas da Confeitaria Colombo na beira do rochedo: muito bom!

Sobre o Forte, os domos dos canhões apontando para o mar.

Agora sim, no final da rua, pode-se acessar o Forte de Copacabana por dentro. Não são permitidas fotos no interior do Forte, devido ao efeito dos flashes nos objetos antigos, mas o pessoal dos celulares (sem flash) faz a festa. Lá podemos ver todas as salas onde os oficiais trabalhavam e que sustentavam o funcionamento dos canhões: tudo muito bem conservado e limpo. O pátio na entrada do Forte também vai render fotos bacanas. Tudo lá dentro é identificado e não deixa o turista perdido na história.

Pátio na entrada do Forte

Depois de tanta informação, aí sim, sentar na Colombo, com vista pra Praia de Copacabana e tomar aquele suquinho gelado. Belíssimo final de visita e mais um destino imperdível pra quem visita o Rio – ou mora por aqui – e provavelmente vai acabar dando um mergulho na mais famosa praia do Brasil. Fiquem ligados no Check-In que ainda temos muitos destinos na Cidade Maravilhosa pra mostrar e indicar pra vocês!

Detalhe no chão da entrada da parte subterrânea do Forte.

Partiu!