sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Teresópolis: Parque Nacional da Serra dos Órgãos

E aí galera!

Nosso primeiro post específico sobre Teresópolis vai falar sobre um destino que fica logo na entrada da cidade. Pra quem curte trilhas, alpinismo, rapel, ou mesmo uma caminhada, o Parque Nacional da Serra dos Órgãos (também conhecido como PARNASO) é o destino perfeito pra quem está pela região de Terê. Chegando lá e avistando montanhistas altamente equipados, não se engane: tem atividades de todo o tipo de dificuldade para todos.

 Entrada do Parque em Terê: existem outras três em cidades diferentes! (Fonte: observatoriomageense.blogspost.com) 

Criado em 1939, o PARNASO se estende por mais três municípios, além de Teresópolis: Petrópolis, Magé e Guapimirim, somando mais de 20 mil hectares de mata e formações rochosas em área de conservação. Nesse espaço todo, atividades não faltam. Pra quem tem mais intimidade com trilhas, sem dúvidas o maior destaque fica pra travessia Petrópolis-Teresópolis, com mais de 30km de extensão e considerada uma das mais belas do país – mas não é tão simples: pode levar três dias para se cumprir o trajeto.

Piscina natural do PARNASO: o frio deixou o mergulho pra próxima hehehe...

Diferente do que muitos pensam, o nome "Serra dos Órgãos" não tem a ver com o formato do relevo ou o fato de haver o Pico "Dedo" de Deus. Os colonizadores da época compararam o relevo com órgãos sim, mas aos instrumentos musicais típicos das igrejas na Europa.

Logo na entrada, no Centro de Visitação, existem vários panfletos indicando as diversas trilhas possíveis no parque, além de uma grande maquete. Quando visitamos, o tempo estava muito chuvoso, então apenas demos um passeio nas mais curtas, o que não nos privou de avistar vários animais silvestres, cachoeiras e córregos com a água cristalina característica de Teresópolis, além da grande piscina natural do Parque (ficou para a próxima, estava muito frio!!!). Tudo naquele silêncio gostoso que uma mata natural proporciona. Sobre os bichinhos, sei que é tentador, mas evite alimentá-los: eles estão no habitat deles.

Só o barulhinho das águas...

Fica a dica do livro “Parque Nacional daSerra dos Órgãos - Guia de Trilhas, Cachoeiras e Montanhas”, com mais de 40 roteiros detalhados de trilhas e outras atividades no PARNASO. As demais dicas pra curtir o Parque Nacional da Serra dos Órgãos sem maiores perrengues são as mesmas pra qualquer trilha: um tênis bem confortável, boa alimentação, somente topar trilhas para as quais você está fisicamente preparado e beber água. Ainda que o calor forte não seja uma marca da região, levar um boné também é uma boa pedida.

Dentre as atividades de montanhismo, destaque para o próprio Pico Dedo de Deus, o Garrafão, a Pedra da Cruz, a Agulha do Diabo e o Cara de Cão, a maioria acima de 2000 metros de altitude. Para escaladas, é necessário assinar um termo de compromisso e entregar na portaria do Parque.

Córrego que encontramos durante a trilha: mesmo as mais curtas tem surpresas!

O Parque funciona das 8h até as 17h, mas é possível chegar antes ou depois desse horário para a compra de ingressos. O ingresso custa R$11,00 para brasileiros e o dobro para estrangeiros. Moradores da região têm um desconto ainda maior: o ingresso chega a R$2,20. São cobradas taxas de pernoite para quem vai fazer camping no Parque. Há estacionamento no local. Para mais informações, o telefone é (21) 2152-1100.

E aí? Se animaram para esse passeio ecológico? E olha que mal entramos na cidade de Teresópolis! Continuem acompanhando o blog para mais dicas de Terê!

Partiu!