quarta-feira, 6 de março de 2013

Punta Cana: Bávaro Princess

E aí galera!

Após nosso último post, dando algumas dicas de como escolher seu resort em Punta Cana, vamos falar da nossa escolha. Situado na maravilhosa praia de Bávaro, o hotel Bávaro Princess foi nossa casa durante os 9 dias dessa viagem e nos recebeu muito bem. Acostumados com viagens frenéticas, onde o hotel era um mero local para banho e descanso, ficar uns dias em um resort foi uma experiência bacana – o que não nos impediu de dar umas escapadas, claro.


Como praticamente todo resort, a grande onda é comer e beber bem, relaxar e curtir as atrações do local. No Bávaro Princess não foi diferente. Para entender melhor nossas dicas, veja esse mapa do resort. A locomoção nessa grande área, se você não estiver na pilha de caminhar, pode ser feita pelos trenzinhos que passam direto em pontos pré-determinados – inclusive o lobby, claro.

O trenzinho do Bávaro Princess: uma mão na roda!

O lobby do Bávaro Princess é uma enorme cabana, com um lindo jardim – e seus habitantes: araras, peixes e jabutis – uma grande área de descanso, bares, restaurante, uma área de eventos, lojas de conveniências e artesanatos e, claro, uma grande bancada com várias empresas de passeios. Os caras ficam ali tentando pescar os hóspedes e vender os passeios externos, que falaremos nos próximos posts. A dica que podemos dar aqui é: não feche com a primeira empresa que te puxar. Pesquise e, principalmente, barganhe. Sempre é possível arrumar um desconto ou um passeio de brinde – seja tão chato quanto o cara que quer te vender. Ainda próximo do lobby, há um lago com gansos e MUITOS pavões, lindos! Como nem tudo são flores, o wi-fi no resort é pago e não é tão barato.

Falemos da comida. Além de dois restaurantes estilo Buffet, liberados para almoço e janta quantas vezes você quiser, independentemente da cor de sua pulseira, o Bávaro Princess possui mais sete restaurantes de diferentes estilos:

  • Sakura (Asiático)
  • Tanuki Teppan Yaki (Japonês)
  • El Gaúcho(Carnes)
  • Chopin (Cozinha Internacional)
  • Bella Pasta (Italiano)
  • Pescador (Frutos do Mar)
  • Licey (Francês): esse só é incluso nos pacotes mais caros, mas não custa nada tentar chorar na recepção do hotel.

Jantar no Tanuki Teppan Yaki: com a mão na massa rsss...

Você tem direito a ir uma vez em cada. Você receberá no ato do check-in um cartãozinho para que o funcionário do hotel carimbe cada vez que você vai em um deles. Quer dar uma brasileirada? A dica é sempre chegar chegando no restaurante, sem mostrar o cartão. Volta e meia eles esquecem de carimbar. Ou então dê um “sambarilove” que esqueceu no quarto, algumas vezes cola, e aí você pode voltar lá se quiser. Mas não fizemos isso não, hein! (hihihi...). O esquema, normalmente, é uma entrada + prato principal + sobremesa, com bebida liberada, como sempre.

Sakura, o restaurante asiático do Bávaro Princess.

Quanto às bebidas, no Bávaro Princess as nacionais são liberadas. A cerveja do hotel – e a mais famosa do país – é a Presidente: bem levezinha, mas ainda abaixo das mexicanas Corona e Dos Equis, por exemplo, mas diverte quem curte uma loira. Os drinks feitos com rum, a bebida nacional da República Dominicana, são ótimos e também são inclusos. Se você já for chegado em uma vodka ou whisky, tem dois jeitos: tendo uma pulseira mais top ou com uma boa “propina” pro seu garçom. Refrigerantes obviamente são liberados em qualquer lugar do hotel, assim como águas engarrafadas. Os restaurantes do hotel têm o hábito de servir água nas mesas de uns vasos que, pra quem é mais desconfiado, pode ser estranho por não sabermos a procedência dessa água. Mas você pode normalmente pedir água engarrafada. Os frigobares nos quartos também possuem cerveja, refrigerante e água engarrafada, tudo incluído.

Presidente... A companheira nos dias de calor hehehe...

O Bávaro Princess oferece duas grandes piscinas: uma mais próxima do lobby do hotel, bem mais calma e com menos gente, e uma bem próxima à praia privativa e de um dos restaurantes, que é bem cheia e disputada, com bar molhado e tudo. Se quiser uma mesa, acorde cedo e garanta sua barraca: os gringos deixam suas coisas nas mesas e vão pra praia, pra na volta garantirem a sombrinha, uma sacanagem! Ao chegar no hotel, cada hóspede recebe um cartão que é usado nas piscinas para trocar pela toalha, que é retornada após o uso e você fica com seu cartão.

A principal piscina do hotel: enorme e linda!

O que dizer da praia de Bávaro? Banhada pelo Oceano Atlântico, o mar não é aquele azul turquesa característico do Mar do Caribe, mas é um verde bem claro, de ondas mansas, areia fina... Que beleza! Além do bar all-inclusive (o McPrincess hehehe) e de algumas lojinhas, a praia oferece, além dos animadores do hotel (super-animados), algumas atividades pagas por fora, como passeios de caiaque, parasail, etc.

A praia do Bávaro Princess: dizer o que?

Pra quem curte bichos, o Bávaro Princess também tem uma atração chamada Paseo Ecológico. É uma área pequena onde o hotel cuida de coelhos, araras, iguanas e outros bichos. Se pedir pro funcionário, ele coloca a arara no seu ombro pra tirar foto. Uma propina de agradecimento cai bem nessa hora. Não é uma graaaaande atração, mas é mais uma atividade.

Entrada do Paseo Ecologico: um tour pelo mangue do hotel.

Hotel, resort, spa... Além de tudo isso, o Bávaro Princess ainda oferece um Cassino bem ao lado de sua entrada principal. Basta pedir no lobby que um carrinho te leva até lá. Fizemos tanta coisa nessa viagem que nem tivemos tempo de dar um pulo lá perder uma grana, mas vimos muita gente do hotel indo pra lá.

Ufa! Quanta coisa! Não é à toa que os gringos lotam os resorts e não saem de lá! Ficar de boa com um tratamento desses é muito bom, mas como sair do Brasil, ir para a República Dominicana e ficar dentro dos muros do Bávaro Princess? No próximo post, vamos falar do primeiro passeio que fizemos em terras dominicanas. Fiquem ligados!

Partiu!