quarta-feira, 24 de abril de 2013

Porto Alegre: Arena do Grêmio e Olímpico

E aí galera!

Quem segue o blog já deve ter reparado como, em qualquer viagem, a gente sempre procura um destino esportivo. Falar de esportes em Porto Alegre te remete a duas cores absolutamente contrárias por lá: o azul do Grêmio e o vermelho do Internacional, os dois principais clubes de futebol da cidade. A rivalidade entre os dois é tanta que Papai Noel em casa gremista só veste azul e refrigerante em casa de colorado só pode ser Coca-Cola (e não é brincadeira, isso acontece mesmo o único local no Brasil onde foi permitido que o logo da Coca-Cola fosse exibido em azul foi na camisa e no estádio do Grêmio, por motivos óbvios)! Graças ao nosso guia Ermitão, gaúcho gremista de coração, surgiu a idéia de fazer um tour pelos – por enquanto – dois estádios do Grêmio: o Olímpico e a nova Arena do Grêmio.

A Arena do Grêmio: lindo demais!

Explica-se: o Grêmio acabou de inaugurar seu novo e moderno estádio, a Arena, com capacidade para 60 mil pessoas, se tornando assim o maior estádio particular do país (junto com o Morumbi, em São Paulo). Para tal, teve de vender seu antigo estádio, o Olímpico, para a construtora que levantou a Arena, e este será demolido no futuro. Entretanto, demos muita sorte e viajamos para Porto Alegre justamente nessa janela em que os dois estádios estão em funcionamento! Soma-se a isso o fato do Beira-Rio, estádio do Internacional e sede da Copa do Mundo 2014, ainda estar em obras, impossibilitando uma visita. Bom, não fomos a pé como sugere o hino do Grêmio, mas fomos conhecer os dois gigantes tricolores.

Eu e nosso guia Ermitão, num dia bem tricolor!

Primeiramente, o já saudoso Olímpico. Localizado no bairro Azenha (Largo Patrono Fernando Kroeff, 1), o estádio foi inaugurado em 1954 e possui capacidade para 46 mil pessoas. Esse estádio já presenciou alguns títulos importantes para o futebol brasileiro, como o título brasileiro do Flamengo em 1983, o do Grêmio em 1996 e a épica final de Libertadores de 1983, onde o Grêmio conquistou o título após uma (literalmente) batalha contra o Peñarol. O estádio também se tornou um símbolo do futebol brasileiro por proporcionar a famosa “avalanche”, comemoração da torcida do Grêmio que faz jus ao nome.
  
Estádio Olímpico Monumental.

Estádio Olímpico: conhecendo o Gigante antes de sua demolição.

Além do estádio, é ali que funciona a sede social do Grêmio e também onde o time profissional costuma treinar – em um pequeno campo lateral ao estádio. Outra atração por ali é a loja oficial do Grêmio: a Grêmio Mania. Desde camisas de jogo até bandeiras no tamanho oficial (sim, aquelas gigantes), tem de tudo na loja: um prato cheio pra quem curte camisas de time. A visita ao Olímpico é gratuita e funciona todos os dias, sendo que de 2ª a 6ª, a visita é guiada (9h-12h e 14h-19h). Nos finais de semana, a visita liberada vai de 9h-18h.


 O ônibus do time profissional estava por lá.

Grêmio Mania: TUDO do Grêmio.

Esperamos a noite e partimos para a nova casa do tricolor gaúcho: a Arena do Grêmio. Ela fica no bairro Humaitá (Av. Padre Leopoldo Brentano, 13361). De longe já se pode ver o enorme gigante azul, todo iluminado para o jogo que mais tarde assistiríamos. Como o estádio ainda estava em início de operações, ainda não havia um sistema de visitas guiadas (quando houver, vamos informar aqui) então tivemos o cuidado de marcar nossa ida para um dia de jogo oficial, no caso Grêmio x Cruzeiro-RS pelo Campeonato Gaúcho – o próximo jogo pode ser visto no site oficial da Arena. Não foi exatamente um jogo de grande apelo, mas deu pra ver o nível de organização da nova Arena. Estacionamento organizado, área externa ampla, funcionários dentro e fora do estádio passando informações para os torcedores, que ainda não estão familiarizados com a Arena. Clima super tranqüilo. Lá dentro, além do próprio estádio que já era uma atração à parte, muita limpeza e opções de lanches e bebidas (são proibidas as vendas de bebidas alcoólicas em estádios brasileiros).

A Arena do Grêmio: a mais moderna do Brasil.

Os ingressos variam entre 40 e 60 reais, dependendo do setor escolhido. Dependendo da importância do jogo, esses preços podem variar bastante. Aconselho buscarem informações sobre ingressos no site oficial do Grêmio.

Quanto ao jogo, parece que não demos muita sorte pros donos da casa: derrota por 2x1. Mas isso foi o de menos. Ficamos muito satisfeitos por ter conhecido esse gigante que tem tudo pra contar muitas histórias daqui pra frente. Aproveito para parabenizar o Grêmio, que fez um trabalho muito bonito e por menos da metade do preço de vários estádios que o nosso governo andou bancando para a Copa 2014 (veja o vídeo de inauguração do estádio abaixo). Mostraram que dá pra fazer um negócio de primeira, sem brincar com nosso dinheiro. Mas isso é um outro papo...

Arena do Grêmio vista de fora...



No próximo post, vamos deixar Porto Alegre e pegar estrada. Fiquem ligados!

Partiu!