segunda-feira, 30 de junho de 2014

Salvador: Farol da Barra

E ai galera!

Nosso passeio por Salvador começa num dos grandes símbolos da cidade. Se não bastassem as belezas naturais e a cultura que a capital baiana proporciona a seus visitantes, tudo isso se mistura com a valorosa história da cidade e, logo, do Brasil. O primeiro destino de nossa viagem para Salvador fez a gente lembrar daquelas primeiras aulas de História do Brasil, mas com um visual longe da monotonia daquelas aulas.

 Onde começa Salvador...

O Farol da Barra situa-se no Forte de Santo Antônio da Barra, que é a edificação militar mais antiga do Brasil (1534, mais antiga do que a própria cidade de Salvador). Ele marca o ponto mais ao sul da cidade e é onde termina a Av. Sete de Setembro e começa a Av. Oceânica, que vai até o bairro do Rio Vermelho. O Farol foi levantado um pouco mais tarde, em 1698, após um naufrágio nas cercanias causado por um banco de areia, explicitando a necessidade de alguma orientação para os navios. Este é o primeiro farol de todo continente e, obviamente, do Brasil.

Na área do Forte

É possível banhar-se na praia adjacente ao Forte, a Praia do Farol da Barra. Ela vai até o Morro do Cristo e não é muito frequentada por banhistas por ter muitas pedras, mas vale um mergulho na beirada somente para curtir a vista do Farol. Entretanto, muita gente pega onda por ali, pode ser legal pra quem curte. Uma boa opção é curtir a movimentação no Largo do Farol da Barra, onde rola muita comida baiana incluindo ai os clássicos acarajé e tapioca), água de coco, venda de artesanatos e, volta e meia, uma roda de capoeira. Tudo bem baiano mesmo!

Também é um ótimo local pra curtir o pôr-do-sol...

Largo do Farol da Barra...

O Forte de Santo Antônio da Barra ainda abriga o Museu Náutico da Bahia, que procura contar um pouco da história da cidade (e, por consequência, do Brasil) por meio de achados arqueológicos e equipamentos náuticos da época das grandes navegações, desde antigos mapas cartográficos até complexos astrolábios, bem legal. Além do próprio Museu, a entrada te dá acesso à área externa do Forte, onde ficamos bem pertinho do Farol e dos antigos canhões que protegiam a costa brasileira. Hoje, o Forte é tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e gerido pela Marinha do Brasil.

Parte do Museu Náutico da Bahia

O Museu e o Forte estão abertos para visitação de terça a domingo, das 8h30 até 19h. Em janeiro e julho, meses de alta temporada, funcionam todos os dias nesses mesmos horários. Os ingressos custam R$10, com meia para estudantes, professores e idosos (o preço é esse mesmo, a primeira foto do post é de 2011). Qualquer dúvida, os telefones para contato são (71) 3264-3296 e (71) 3331-8039.

Fiquem ligados nos próximos posts com mais dicas de Salvador!

Partiu!