segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Assunção: Casa de la Independencia

E ai galera!

Nosso passeio pelo centro de Assunção chega a mais um ponto bacana pra quem curte história. O Paraguai comemorou recentemente, em 2011, o bicentenário de sua independência, que diferente de muitos outros países sul-americanos, e assim como a nossa, foi pacífica. Em 2010, uma série de eventos e inaugurações rolaram na capital paraguaia como parte das comemorações e uma dessas surpresas foi o Museu Casa de la Independencia.

Entrada da Casa de la Independencia 

Pra quem vê de fora, é apenas uma antiga casa, sem nenhum charme ou arquitetura rebuscada, que abriga um museu. Mas conhecendo a história mais a fundo, descobrimos que foi naquele local onde heróis históricos do país, como Pedro Juan Caballero (que inclusive dá nome a uma cidade do país) realizavam reuniões secretas e planejaram uma série de conspirações de culminaram no Paraguai independente sem necessidade de derramamento de sangue. Pra mim foi surpresa, já que normalmente os heróis nacionais de países latinos ganharam fama vencendo ou morrendo em guerras.

Alguns dos mais importantes nomes da história do Paraguai

Logo na entrada, um pequeno pátio já nos recebe com a bandeira paraguaia e uma mensagem num painel de ladrilhos. Ali já notei que estávamos em um local histórico. Uma professora com seus alunos explicava parte da história da casa e eu tentava, em meio àquele espanhol com guarani, pegar alguma coisa. Mesmo com todo mobiliário à mostra, quase sem nenhuma proteção, ninguém se atrevia a tocar os objetos. O clima era de respeito entre todos os visitantes.


Fundada em 2011, é um local histórico

A Casa de la Independencia é um passeio bem curioso pra quem curte aprender sobre a história dos países que visita. Aí fica a critério do viajante: há aqueles que querem bater perna e aproveitar as compras na cidade (confira nosso post sobre isso), o que não tem nada de errado. Pra mim, que gosta muito da história dos países latino-americanos, o passeio - que é bem curtinho e não atrapalha o roteiro de ninguém - valeu a pena.

Tudo muito bem cuidado, uma viagem no tempo...

Imagem de Nossa Senhora de Assunção, padroeira da capital

O museu fica aberto de segunda a sexta, das 8h até as 18h, e sábados, das 8h até as 13h. A entrada é franca.


O próximo post sai um pouco da história e entra no campo da arte. Fiquem ligados!

Partiu!