segunda-feira, 26 de novembro de 2012

São José dos Campos: um pit stop no Vale do Paraíba


E aí galera!

Ficamos uns tempos off-line, mas voltamos com dicas para um novo destino. É verdade, não é um daquelas cidades turísticas pra onde as pessoas se organizam o ano inteiro para viajar, mas fica em um ponto, digamos, estratégico pra quem viaja Rio-São Paulo (ou o inverso) pela Via Dutra. Pra quem precisa de um pit-stop durante a viagem, ficar em São José dos Campos pode ser uma boa. E nós vamos mostrar alguns motivos pra isso.

Panorâmica do Banhado, o cartão postal de São José dos Campos

A cidade de São José dos Campos fica a aproximadamente 4 horas do Rio de Janeiro e pouco mais de duas horas de São Paulo e Campinas. Não é uma cidade grande, tampouco pequena: além de muito arrumadinha e limpinha, tem toda uma infra-estrutura de grandes shoppings (CenterVale e Vale Sul, principalmente), grandes indústrias, aeroporto (a Azul tem vôos pra lá) e universidade (o famoso Instituto Tecnológico da Aeronáutica, o ITA, fica na cidade). Entretanto, faltam pra cidade divulgação e atrações, principalmente naturais (que ficam todas no vizinho distrito de São Francisco Xavier), que atraiam turistas. Fiquei na cidade por três meses a trabalho em 2010 e pouco consegui tirar dela. Mas, caso dormir por lá seja uma necessidade, existe sim o que fazer por lá.

Chegando no Museu da Aeronáutica, perto do ITA

Em termo de hotéis, existem Íbis, Novotel e Mercury na cidade, mais em conta. Mas o melhor hotel da cidade, sem dúvidas, é o Caesar Business (Av. Dep. Benedito Matarazzo, 9009). Os quartos são excelentes, espaçosos e possuem piscina, academia e um café da manhã espetacular. Aí fica ao seu critério: um básico só pra dormir mesmo ou um mais pomposo pra curtir o hotel.

Piscina do Caesar Business: de longe o melhor hotel da cidade.

O tal do Banhado, que o Dr. Google cansou de me dizer ser o ponto turístico de SJC, bem, eu brinco dizendo que é a orla de São José dos Campos, mas sem a praia. A vista, ao invés da água, é da grande planície do Vale do Paraíba que vai até o Rio Paraíba do Sul. Entretanto, os joseenses dizem que pela manhã, com a neblina, fica um visual muito bonito. O nome vem do fato que, quando ocorre cheia do Rio Paraíba do Sul, a região fica alagada. Ótimos restaurantes, como a Cantina da Nena, em uma grande avenida, mas sem o charme que uma praia (ou até mesmo uma lagoa, vai) daria. Ainda na parte gastronômica, destaque também pro Bar Gogó da Ema, na Vila Jaci, com petiscos sensacionais!

Quem pretende dormir em SJC e aproveitar uma noitada, sugerimos o Dunluce Irish Pub, no bairro Jardim Apolo (Pç. Vidigal, 4). Trata-se de mais um pub irlandês, com muitas cervejas importadas e música ao vivo quase todos os dias, principalmente rock britânico, eu particularmente adorei! A principal – basicamente a única – grande boate da cidade, o Anexo, está SEMPRE lotada e pode ser uma boa pedida.

Nós no Dunluce: ambiente agradável, cerveja gelada e banda ao vivo!

São José dos Campos tem também uma grande paixão no esporte: seu time de basquete, que disputa o NBB (Novo Basquete Brasil), o campeonato brasileiro da modalidade – é o atual vice-campeão. Parece pouco, mas os jogos no Ginásio Linneu de Moura (Clube AESJ - Travessa César Leite, 345) são uma atração a parte: a torcida sempre lota e faz uma festa bem bonita. As entradas costumam ser de graça e até mesmo quem não curte muito o esporte da bola laranja se contagia. Além do próprio jogo, tem muita música, apresentações no intervalo, animador de torcida, enfim, uma festa. Fomos a alguns jogos e nos divertimos em todos!

Ginásio Linneu de Moura, como sempre, lotado!

Além dessas atrações, dentro do Instituto Tecnológico da Aeronáutica, há o Museu daAeronáutica, essa sim uma atração muito legal, que será abordada no próximo post. Então fique ligado. Se São José dos Campos não está entre os principais destinos turísticos do país, você também não precisa ficar dentro do hotel né?

Partiu!