sexta-feira, 20 de março de 2015

Dubai: Burj Al Arab

E aí galera!

Nosso city tour por Dubai começou com tudo! Tivemos uma aulinha sobre o passado de Dubai no Dubai Museum e depois fomos às compras nos incríveis Spice Souk e Gold Souk. Nossa próxima parada era simplesmente o maior símbolo, o cartão postal, a grande marca de Dubai. Saímos da região histórica de Deira e partimos para Jumeirah, onde conhecemos, apesar de oficialmente isso não existir, o "único hotel sete estrelas" do mundo: o luxuoso Burj Al Arab, da rede Jumeirah.

O lindo Burj Al Arab, cartão postal de Dubai

A classificação internacional de hotéis, evidentemente, só vai até as famosas cinco estrelas e, com a construção de hoteis de super luxo mundo afora, criaram a expressão "seis estrelas" (tem até um aqui no Brasil, em Gramado-RS), mas o Burj Al Arab, inaugurado em 1999, foi além, e sua fama de ser o mais luxuoso hotel do mundo até pulou uma potencial sexta estrela e foi logo pra sétima! Seu nome significa "A Torre das Arábias" e foi construído justamente com a missão de se tornar o principal cartão postal de Dubai. O sucesso foi tanto que, mesmo tendo o prédio mais alto do planeta a alguns quilômetros de distância, o hotel segue sendo a principal referência do emirado.

A suíte Royal do Burj Al Arab, meu Deus! Foto: Jumeirah.com

O prédio possui 60 andares em seus 321 metros, com 18 elevadores à disposição de hóspedes e visitantes. O incrível design do hotel objetiva relembrar as velas das antigas embarcações mercantes, que visitavam Dubai ainda antes do boom do petróleo nos Emirados Árabes. O moderno retratando o antigo, talvez seja isso que maravilhe tantas pessoas mundo afora. Por dentro, um espetáculo: mais de duzentas suítes, sendo a menor delas com quase 200 metros quadrados (e a maior 780). O hotel ficou muito famoso quando os tenistas Roger Federer e Andre Agassi participaram de uma divulgação, jogaram tênis numa quadra adaptada no heliporto do Burj Al Arab, sensacional. Tô dizendo: nada parece impossível em Dubai. Tanto luxo, obviamente, acaba refletindo no preço: as diárias mais baratas que encontrei estavam na casa dos R$5.000.

Difícil não se impressionar. Foto: Travel Summary

Se a ideia de se hospedar no Burj Al Arab for muita areia pro seu caminhãozinho, ainda é possível conhecer parte do interior do hotel sem se hospedar nele. Para tal, você precisa reservar (com alguma antecedência, de preferência) um almoço ou jantar em um dos seus sete restaurantes. Ok, ainda sim não são preços muito convidativos, mas pra quem quer viver essa experiência, pagar uma vezinha pode valer a pena. Vamos para as opções e os preços (base Maio 2015):

Al Iwan Restaurant
É o restaurante de cozinha tradicional árabe do Burj Al Arab. Fica localizado no primeiro andar do prédio. Tudo bem, você não terá a vista do hotel, mas já te permite frequentar o hall do mesmo, e apreciar as enormes colunas em ouro (sim, tudo que é dourado por lá é ouro mesmo), que muitos acham até exagerados. O restaurante requer que seus clientes venham vestidos, como eles chamam, "smart casual", ou um "esporte casual" o que seria mais ou menos uma roupa que você usaria para trabalhar numa sexta-feira, ou seja, nada muito classudo, mas também nem pensar em bermuda ou chinelos. Funciona em esquema de buffet.

 Al Iwan. Foto: Jumeirah.com

Lá vem os preços: AED 505 para almoço (12h-15h), AED 560 para jantares (18h-0h, com exceção de sábados) e AED 600 para a Noite Marroquina, que rola nos sábados.

Al Muntaha - Sky View Restaurant and Bar
Com capacidade para 120 pessoas e localizado no 27º andar, o Al Muntaha oferece uma cozinha europeia, com diversas opções pra todos os gostos. Anexo ao restaurante, está o Sky View Bar, um espaço para drinks pré e pós jantar, com uma bela vista de Dubai. Cuidado: como o restaurante fica virado pro mar, de noite a vista não é muito boa. Com exceção das segundas-feiras, rola banda ao vivo das 19h até meia-noite. Como o restaurante é anexo ao bar, crianças menores de 10 anos só são permitidas nos almoços.

Al Muntaha. Foto: Jumeirah.com

No esquema a la carte, o custo médio é de AED 700, tanto para almoço (12h30-15h) quanto jantar (19h-0h). Há um menu degustação com seis pratos que sai por AED 1110. O almoço executivo sai por AED 660 para 3 pratos e AED 720 para 4 pratos. Nas sextas rola um brunch buffet (10h-16h) que custa AED 790.

Al Mahara - Sea Food Restaurant
O nome já diz tudo: a especialidade da casa são os frutos do mar. A vestimenta para o almoço (12h30-15h) é smart casual, já para o jantar (19h-0h) eles pedem semi-formal (nem jeans é permitido). O restaurante, por ter um enorme aquário com os "futuros pratos da casa", não permite fotografias com flash. Só são permitidas crianças menores de 12 anos no horário de almoço.

Al Mahara. Foto: Jumeirah.com

O menu a la carta sai, em média, por AED 800. O almoço executivo com 3 pratos fica por AED 660. Eles tem um jantar chamado A Taste of Al Mahara, com 6 diferentes pratos, que sai por AED 1285. Ouch!

Sahn Eddar - Reception of the House
Localizado no primeiro andar, o Sahn Eddar é uma espécie de lounge do Burj Al Arab e fica aberto o dia inteiro, de 8h até as 2h da manhã. Requer trajes smart casual. O carro chefe de lá, além das refeições, é o famoso Ultimate Afternoon Tea (13h-18h) e o chá da tarde convencional (19h-19h30).

Sahn Eddar Lounge. Foto: Holiday Check

O café da manhã (8h-11h), com opção pelo café da manhã vegetariano indiano, sai por AED 350. O Ultimate Afternoon Tea fica por AED 560, com uma taça de champagne, ou AED 560 com sucos e refrigerantes. O chá convencional custa AED 400.

Bab Al Yam - The Sea's Door
Esse restaurante só permite hóspedes no almoço, mas abre o jantar para visitantes. Fica no térreo do Burj Al Arab, com acesso pra piscina do hotel e uma linda vista da praia e do mar. Oferece cozinha internacional. Requerem trajes smart casual.

Bab Al Yam. Foto: Dubai City

O jantar é esquema buffet e sai por AED 460.

Sky View Bar
Se o seu lance é apenas tomar uns bons drink algum drink e contemplar a vista do hotel, o Sky View Bar pode ser uma boa. Fica no 27º andar e é o mesmo bar anexo ao Al Muntaha que apresentamos anteriormente. Eles também servem chá da tarde, mas o mais disputado, de fato, é o pacote de bebidas (19h-1h30). Trajes smart casual são obrigatórios.

Sky View Bar. Foto: Jumeirah.com

O chá sai por AED 620 com uma taça de champagne. O pacote de bebidas requer consumação mínima de AED 350.

Junsui
Em japonês, a palavra significa "puro", então logo vemos qual é a do restaurante: a tradicional cozinha oriental: Japão, China, Tailândia, Indonésia e Coreia. São 12 mesas onde os cozinheiros preparam tudo na sua frente. Oferecem café da manhã, almoço, jantar e, claro, o chá da tarde. Fica localizado no mezanino do Burj Al Arab.

Junsui. Foto: Jumeirah.com

O café sai por AED 350, almoço por AED 505, jantar por AED 560 (todos no esquema de buffet) e o chá da tarde asiático por AED 400. Crianças até 3 anos não pagam o buffet, até 11 anos ganham 50% de desconto no buffet (bebidas não inclusas).

Além dessas opções, o Burj Al Arab, periodicamente, organiza alguns eventos culinários que passam por alguns destes restaurantes. A recomendação é, com antecedência, enviar um e-mail para BAARestaurants@jumeirah.com requisitando informações mais atualizadas. Eles são muito solícitos: me mandaram os preços e várias informações detalhadas no dia seguinte.

Se ainda sim os preços dos restaurantes te assustaram (o que não é vergonha nenhuma), podem fazer que nem a gente e muitos que visitam Dubai: curta a praia pública de Jumeirah, com o Burj Al Arab bem pertinho ao fundo, e tire um monte de fotos! Além dos preços, nos assustaram um pouco as avaliações no TripAdvisor, que desciam a lenha nos restaurantes, dizendo que não valiam o valor cobrado. Bom, restaurante é sempre questão de gosto, né? Conhecer o hotel deve ser muito legal, não condeno quem vai, mas a foto clássica na praia com o mais luxuoso hotel do mundo ao fundo foi suficiente pra nós.
 
 
Foto clássica que não pode faltar!

 
Depois de conhecermos (mesmo que somente pelo lado de fora) o hotel mai luxuoso do mundo, nosso próximo destino e ponto final desse city tour de meio-dia por Dubai também é um destino "maior do mundo", como muitas coisas por lá. Continuem acompanhando nossa viagem por esse país que parece ser de outro mundo!
 
Partiu!