quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Montevidéu: Parque Rodó

E aí galera!

O Check-In está de volta depois de mais uma viagem espetacular, que obviamente vai render posts pra vocês em breve! Mas ainda não terminamos nossa série de posts sobre Montevidéu então voltemos ao nosso roteiro! Nas postagens anteriores, falamos muito sobre o que o viajante vai encontrar nas redondezas da Plaza Independência e de Ciudad Vieja. Mas agora vamos sair dessa área e ir para um outro bairro, mais próximo das famosas ramblas, as avenidas oceânicas da cidade. Esse bairro preza pelo verde e tem o mesmo nome da principal atração do local: o Parque Rodó.

 Parque Rodó e seu principal monumento.

Uma vasta área de lazer para moradores e visitantes.

O Parque Rodó, que tem esse nome em homenagem ao escritor uruguaio José Enrique Rodó, é um grande parque público de mais de 80 hectares que vai até a rambla Presidente Wilson, de frente pra Playa Ramirez. Ou seja, dá pra sentar confortavelmente na grama debaixo de uma árvore e contemplar o mar ao mesmo tempo. O Parque, além de muito bem cuidado e com diversas cores de flores, também abriga diversos monumentos, como a estátua do pensador Confúcio, bem de frente pro mar, e alguns chafarizes – todos de águas límpidas. Apesar de bem grande, vimos policiamento no local, o que deu uma sensação ainda maior de segurança durante o dia.

Tudo muito bem cuidado e limpo, passeio que vale a pena!

Fuente Le Source, com o mar ao fundo.

Num dia de sol lindo, como o que encontramos quando visitamos o parque, o grande lance é encontrar uma sombrinha, sentar e relaxar ao som dos pássaros e da brisa marítima. Existem vendedores de água e sorvetes andando pelo parque, se necessário.

Rola um xadrez aí, Grazi?

Outra dica importante do Parque Rodó é que, aos domingos, rola uma Feirinha de rua onde se vende de tudo – imagino ser bem parecida com as feirinhas que vimos nas Peatonais de Ciudad Vieja. Visitamos o parque em um sábado, então não pudemos conferir, mas pelo que pesquisamos, vale uma visitinha! Além da tradicional Feirinha, exposições itinerantes também acontecem no Parque. Ao lado do Parque Rodó, há um parque de diversões, que parece só funcionar de noite (fomos pela manhã lá e estava fechado). Bem ao lado, existe a Pizzaria Rodalu, uma opção se bater a fome por lá.

Parque de diversões próximo ao Rodó.

Pra quem curte futebol (meu caso hehehe), também ao lado do Parque Rodó e atrás da Pizzaria Rodalu, está situado o clube do Defensor Sporting, um dos times de futebol da capital, e seu modesto estádio Luis Franzini. Apesar do clube acanhado, volta e meia o Defensor figura na Copa Libertadores, o principal torneio continental de futebol. Pra conhecer o estádio, é só chegar chegando: vimos o portão do clube aberto e fomos entrando hahahaha, enfim, rendeu umas boas fotos. Engraçado que, apesar de acanhado, achamos o estado do gramado muito melhor do que encontramos no Estádio Centenário.

Estádio Luis Franzini, casa do Defensor Sporting.

Mas as belezas naturais de Montevidéu não param aí. No próximo post, vamos falar do que eu considero um programa imperdível na cidade – e um dos meus favoritos, agora no bairro vizinho de Punta Carretas. Fiquem ligados!

Partiu!