quarta-feira, 20 de março de 2013

Punta Cana: Dolphin Island

E aí galera!

Pois é, foi um dia bem cansativo o nosso city tour por Santo Domingo, onde conhecemos a Zona Colonial da capital dominicana e também o Parque Natural Los Tres Ojos e seus cenotes. Merecíamos um dia bem light, com um passeio bem agradável, um daqueles que revigora a alma... Pensamos então em passar um dia com um pessoal que vive rindo, brincando... Quem não gosta de gente assim? Mergulhar com os golfinhos nunca é demais.

 Yeeeey!!!

A primeira pergunta que surge é: dentre as quinhentas empresas e locais diferentes que vendem o passeio, com qual fechar? Sem brincadeira, existem mais de dez locais de mergulho com nossos amiguinhos marinhos, fatalmente você vai ficar com dúvida na hora de escolher. E nem vá pelo preço: todos eles são bem salgados mesmo. A primeira grande dica do post é exatamente na hora de comprar: muitas empresas oferecem esse passeio e dão de brinde (sim, na faixa, “de grátis”, 0800...) o passeio no Manati Park, atração que falaremos mais pra frente. Dê preferência a essas empresas!

Dentre tantas, a que mostrou um diferencial em relação às outras, foi o Dolphin Island. O mergulho não era na praia, e muito menos em uma piscina ou tanque: era no meio do mar! Com saídas do Bávaro Princess às 07:30 e 12:40, um pequeno ônibus – quase um pau-de-arara colorido – vai buscando de hotel em hotel as pessoas que farão o passeio, com música alta pra "animar" o pessoal. Chegamos finalmente a uma linda prainha, dentro de um dos resorts, onde assistimos a um vídeo com aquelas instruções básicas, e partimos de lanchinha pro mar! Cuidado com suas coisas: o passeio é curto, mas bem molhado!

Ônibus do Dolphin Island: doses bombásticas de música dominicana e Michel Teló!

A praia de onde parte o passeio: sem comentários, né?

Plataformas flutuantes no meio do mar (nesse ponto, gelado) dividem os tanques onde ficam os golfinhos fofinhos, mas antes de brincar com eles... Que tal encarar um tanque com arraias e tubarões (aquele “mansinho” de acordo com os guias, enfim)? Apesar do pânico nas primeiras braçadas, foi tudo tranqüilo. Nesse tanque, é permitido tirar fotos próprias! Eles também fazem mergulhos com leões marinhos, mas nesse dia eles só estavam lá descansando...

O jeitão do Dolphin Island: plataformas no meio do mar!

As arraias eram enormes, mas ficavam paradinhas, na boa...

...mas os tubarões não paravam de nadar, pro desespero do pessoal!!

Os leões marinhos, só de boa, brincando e comendo...

Depois de alguns minutos com eles, aí sim, partimos pro encontro com os golfinhos! Já tínhamos feito um mergulho com eles em Cancun, onde a interação com os bichos foi bem completa. Nesse passeio, a onda é mesmo encher eles de cafuné e permitir que os fotógrafos do Dolphin Island façam um bom trabalho – nesse tanque, só eles podem tirar as fotos. Se curtimos? As fotos dizem tudo.

Dançando...

Posando pra foto...

Se exibindo pra galera!

Voltando para a praia, onde ganhamos um drink – incluindo a famosa mamajuana deles – aguardamos as fotos ficarem prontas. O esquema é o seguinte: uma pessoa tem direito a 20 fotos por US$35; duas pessoas têm direito a 35 fotos por US$45; e por aí vai. Eu avisei: a facada não é pouca... As fotos vêm num DVD, junto com um monte de fotos aleatórias dos golfinhos. É muito prudente conferir lá mesmo se as suas fotos estão mesmo no DVD, já cansamos de ver casos onde a pessoa volta pro Brasil com um DVD virgem. Imagina a revolta?

Le gusta?

Com as baterias recarregadas depois de brincar com os golfinhos, voltamos pro resort ainda de dia (o passeio dura por volta de 3 horas). No dia seguinte, faríamos outra aventura fora dos muros do Bávaro Princess, no que eu considerei o mais fantástico passeio da viagem. Sigam acompanhando o Check-In para mais dicas de Punta Cana!

Partiu!