sexta-feira, 15 de março de 2013

Santo Domingo: Parque Natural Los Tres Ojos

E aí galera!

O city-tour pela Zona Colonial de Santo Domingo, capital da República Dominicana, foi sensacional, uma verdadeira aula de história. Entretanto, ao mesmo tempo em que ainda havia locais históricos para conhecer, um lindo destino natural no meio da capital ainda nos aguardava. Depois de um ótimo almoço no Hotel Magna, de frente pro mar de Santo Domingo, seguimos o passeio.

Continuando com o city tour em Santo Domingo...

Pelo caminho, ainda passaríamos por dois locais que merecem destaque. O primeiro deles é o Faro Colón (ou Farol de Colombo), um prédio construído em 1992 como comemoração dos 500 anos do descobrimento da América. Hoje existe um mausoléu onde se acredita que os restos mortais de Cristóvão Colombo estão. A história sobre onde estaria a tumba de Colombo é uma confusão: há vertentes que acreditem que estejam na Catedral de Santo Domingo, outra em Sevilla, na Espanha, e outra no próprio Faro Colón. Não chegamos a andar por lá, mas é um prédio bem bonito por dentro, valeria uma visita. Aberto de terça a domingo, das 9h até as 17h e a entrada custa RD$30 para adultos e RD$5 para crianças.

Faro Colón: será que Cristóvão está por lá?

O segundo ponto de destaque foi o Palácio Nacional da República Dominicana, onde trabalham o presidente do país e o poder executivo. O prédio é lindo, estampado de bandeiras dominicanas – como não poderia deixar de ser. Existe uma visita guiada no local de segunda a sexta, das 8h até 16h30 (tratar pelo e-mail edecanes@presidencia.gob.do).

Palácio Nacional da República Dominicana: onde trabalha o presidente local.

Finalmente chegamos no próximo destino. Quem acompanha o Check-In deve ter visto nos posts de Cancun como são lindos os cenotes mexicanos, como o Ik-Kil e o Cenote Dos Ojos. Cenotes são piscinas naturais formadas dentro de cavernas, normalmente caracterizadas por águas cristalinas e extremamente puras. Em Santo Domingo, o Parque Natural Los Tres Ojos, como sugere o nome, possui três lindos cenotes que infelizmente são proibidos para banho como forma de preservação. Cada uma das três piscinas naturais possui uma história interessante, que vou deixar pros guias contarem pra vocês. O local é muito bonito e vai render muitas fotos, com certeza.

 Entrada do Parque Natural Los Tres Ojos: esculturas em madeira por toda parte!

Entrando na gruta dos cenotes... Tensão no ar...

Como não poderia deixar de ser, uma grande loja de artesanatos e alguns vendedores vão te receber bem na chegada. A entrada da cratera que abriga os cenotes é uma boa escadaria com degraus curtos, então cuidado. O primeiro cenote, que já pode ser visto nas escadarias, é o chamado Águas Azufradas. Límpido, dá vontade de mergulhar, ainda mais com o calor que faz na cidade. Mais à frente, encontramos La Nevera, o segundo cenote. Pra quem curte fotografia, é o mais acessível para fotos de diversos ângulos. Lá no fundo da cratera, chega-se ao El Lago de las Mujeres, protegido por enormes colméias cravadas nas rochas. Existe uma história bem curiosa com o porquê do nome, pergunte para o guia! O Parque funciona todos os dias, das 8h30 até 17h30 e a visita custa RD$50 para adultos e estrangeiros e RD$30 para crianças e estudantes.

Águas Azufradas, ainda vista das escadas...

...o segundo cenote, La Nevera...

...e El Lago de Las Mujeres, os três "olhos" do Parque.

A tarde caia em Santo Domingo e era hora de voltar para Punta Cana. Chegamos no Bávaro Princess por volta de 21h, bem cansados. Foi o tempo de tomar um banho rápido e partir pro jantar e, de lá, cama. No dia seguinte, o passeio não seria tão cedo quanto foi o city-tour por Santo Domingo, mas também não queríamos perder tempo dormindo no quarto, com tanta coisa pra se ver em Punta Cana, não é mesmo? Continuem seguindo nossa viagem para novos destinos na República Dominicana!

Partiu!