segunda-feira, 15 de abril de 2013

Rio de Janeiro: Favela Tour no Santa Marta

E aí galera!

Nesse final de semana, rolou no Rio de Janeiro o 3º Encontro de Viajantes Intrip! Pra quem não lembra, é uma reunião de blogueiros de viagens e também viajantes em geral, onde experiências são trocadas e normalmente rola um passeio pra galera. No 1º Encontro, fizemos um walk-tourpelo Centro do Rio e por Santa Teresa e, no 2º Encontro, demos uma volta pela Baíade Guanabara até o bairro da Urca! Neste Encontro, a atração foi uma experiência que sempre tivemos a curiosidade de fazer, mas nunca tinha surgido a oportunidade: um tour pela comunidade Santa Marta!

O mais famoso ponto do Santa Marta foi um dos destinos visitados!

O Santa Marta, situado na Zona Sul do Rio, entre os bairros de Botafogo e Laranjeiras, foi a primeira comunidade pacificada pelas UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) no Rio de Janeiro. Todos devem ter visto pela TV ou pela Internet as cenas da pacificação no Morro do Alemão. No Santa Marta foi tudo bem mais tranqüilo e, por ter sido a primeira, já está com seu dia-a-dia de paz bem mais consolidado do que em outras favelas, o que tirou um pouco do meu pé atrás com o passeio. Passeio esse que foi guiado pela empresa Favela Scene, do famoso guia Gilson, que prefere ser chamado pelo apelido Fumaça.

Fumaça dando as diretrizes pro pessoal: figuraça!

O tour pelo Santa Marta, diferente do que pode parecer, não é um programa tão alternativo assim. O passeio começa na Praça Corumbá, no pé do morro, onde já se pode ver o stand de informações turísticas, pegar seu mapinha da comunidade e contratar o passeio. Lá encontramos o Fumaça, que deu as diretrizes do passeio. É possível subir por conta própria, com ajuda do mapa, mas pra quem não conhece não é muito difícil de se perder, então recomendamos sempre um guia. O Santa Marta possui um sistema de bondinho chamado Plano Inclinado, com cinco estações até o pico do morro. Pra quem quiser evitar as escadarias, é uma possibilidade. O serviço é gratuito tanto para moradores, quanto para visitantes, basta aguardar na fila.

 No pé do morro, já vimos como o potencial turístico já é explorado.

Galera do Encontro se apertando no bondinho...

O primeiro ponto de destaque foi a Praça Cantão: um espaço onde tudo acontece no Santa Marta: desde pagodes, rodas de samba e bailes funk até desfiles de moda e apresentações teatrais (tudo feito pela comunidade). Próximo dali, está a quadra da G.R.E.S. Mocidade Unida do Santa Marta, onde acontecem as maiores festas de samba da comunidade – sempre com casa cheia! Na Praça Cantão é que vimos os frutos de um projeto que as Tintas Coral, junto com a comunidade, fizeram por lá: casas coloridas, cada uma de uma cor, dando um ar de alegria pro local onde, bem pouco tempo atrás, era ponto de drogas e armas. Subindo o morro, ainda descobrimos uma nascente de água límpida oriunda do interior da rocha, onde alguns moradores ainda se banham em dias de muito calor.

A Praça Cantão vista do alto: cores para simbolizar a nova fase do Santa Marta!

O clima do Santa Marta agora é esse! =)

Dentre os destaques da subida rumo ao ponto mais famoso do morro, visitamos uma casa que foi reformada pelo quadro Lar Doce Lar do programa Caldeirão do Huck e também visitamos a casa do nosso guia Fumaça em dia de festa: era aniversário de sua mãe! Se soubesse antes, traria um relógio de parede para ela: a coleção toma conta de praticamente toda a casa!

Fumaça, sua mãe e os relógios de parede!

Eis que chegamos no ponto do Santa Marta que fez até o Rei do Pop se curvar ao Rio de Janeiro. Lembram do clipe de “They Don’t Care About Us”? Foi gravado justamente no Santa Marta! Em homenagem ao Michael Jackson, a laje onde foi gravado o clipe, recebeu uma estátua de bronze do cantor assinada por Ique e um lindo mosaico do artista Romero Britto. Fora a vista sensacional do bairro de Botafogo e do Cristo Redentor. Apesar de popularmente chamada de Laje do Michael Jackson, o nome real do ponto é outro. Mas só vão saber se fizerem o passeio... Se contar tudo, perde a graça né?

Estaria Michael se espreguiçando na laje?  

Acho que ele está comemorando a vista...

Lindo mosaico de Romero Britto.



Pegando o bondinho até o pico do Santa Marta, e passando pela primeira UPP da cidade do Rio de Janeiro, chegamos no Mirante do Dona Marta (e não Santa Marta, o porquê também é segredo, mas o Fumaça conta pra vocês), onde chegamos na principal vista lá de cima: o Pão de Açúcar e a Baía de Guanabara... Uma recompensa maravilhosa pro pessoal do Encontro de Viajantes que enfrentou as escadarias do Santa Marta! Fechando o passeio com chave de ouro!

Pegando uma pequena estrada e chegamos no...

UAU!

O Encontro de Viajantes continuou com uma palestra do Fumaça no albergue Casa Beludi, com direito à um lanche assinado pela galera do Ogrostronomia, mas infelizmente não pudemos ir... Fiquem de olho no site do Intrip e vejam como foi o final do dia!

No final das contas, descobrimos mais uma experiência gostosa na cidade que vivemos. Encorajo a todos a fazerem esse passeio e, se você for de outra cidade, que procure as belezas e destinos daí. Agradecemos demais o pessoal do Intrip e os blogueiros que conhecemos por lá: foi um dia muito bacana!

Continuem seguindo o Check-In: teremos novidades nos próximos posts!

Partiu!